Home / Notícias Corporativas / Osteoartrite é doença comum em idosos com mais de 65 anos

Osteoartrite é doença comum em idosos com mais de 65 anos

Uma doença que pode levar à dor nas articulações, rigidez, fraqueza e, até mesmo, à perda de movimento. A osteoartrite é um tipo de artrite que ocorre quando o tecido flexível nas extremidades dos ossos se desgasta. O desgaste ocorre de forma gradual e piora ao longo do tempo.

A percepção da dor pode ser de leve a intensa, e constante ou intermitente. Além disso, algumas pessoas podem se sentir frustradas, ansiosas ou mesmo deprimidas devido aos incômodos e à falta de mobilidade. 

Segundo o Dr. Marco Aurélio S. Neves, ortopedista especialista em cirurgia do quadril e joelho, com o aumento da população idosa no Brasil, os casos de artrose são maiores. “O desgaste articular é causado, na maior parte dos casos, pelo envelhecimento natural do corpo somado ao uso repetitivo da articulação”.

É por isso que, segundo Neves, a doença é mais comum em idosos – apesar de poder surgir em indivíduos que praticam esportes, como futebol e basquete, e estão mais suscetíveis à ocorrência de lesões traumáticas. Aliás, cerca de 80% dos indivíduos acima dos 65 anos têm osteoartrite, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

No Brasil, a população acima dos 60 anos de idade triplicou nos últimos 50 anos, segundo indicativos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) compartilhados pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (SP). Na década de 70, a porcentagem era de 5,8%. Em 2020, a taxa passou para 18,8%. 

De acordo com uma projeção da OMS (Organização Mundial de Saúde) o número de indivíduos com 60 anos ou mais deve chegar a 2 bilhões em 2050, o que representará um quinto da população mundial, conforme publicado pelo Jornal da USP (Universidade de São Paulo). Segundo o Ministério da Saúde, o número de idosos no Brasil deve superar o total de crianças entre zero e 14 anos em 2030.

Apesar de ser um problema comum para idosos, Neves ressalta que a artrose só é considerada um problema quando o desgaste é muito maior do que o normal para aquela determinada idade. – o que faz com que a pessoa sofra com a limitação de movimentos e tenha que conviver com dores que impossibilitam a prática de tarefas comuns.

“Para uma pessoa de 90 anos de idade, ter artrose é algo normal. O problema é quando uma pessoa com 40 anos tem um desgaste maior do que o normal para essa faixa etária”, afirma.

O ortopedista especialista em cirurgia do quadril e joelho ressalta que a artrose é uma condição progressiva, por isso, a tendência é que ela vá aumentando e degenerando ainda mais a articulação.

Já o tratamento é feito por meio de cuidados individuais e paliativos, além de medicamentos e fisioterapia. Em alguns casos, a cirurgia pode ajudar a reduzir a dor e manter o movimento articular.

Para mais informações, basta acessar: https://www.drmarcoaurelio.com.br/

Veja Também

Síndrome do Intestino Irritável afeta duas vezes mais mulheres do que os homens

A síndrome, que é um distúrbio crônico que afeta o intestino, é considerada uma das doenças funcionais mais comuns do trato gastrointestinal e apresenta predominância no sexo feminino. Alguns estudos apontam que as mudanças hormonais podem ser muito significativas neste contexto e, para muitas mulheres, os sintomas da síndrome se agravam durante a menstruação ou em períodos próximos.